Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

Bilhete Postal

Temos todos notado que a vida, se ainda não voltou ao normal, para lá caminha.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 25 de Setembro de 2021 às 00:32
Temos todos notado que a vida, se ainda não voltou ao normal, para lá caminha. Nas escolas, nas empresas, nos restaurantes, e, claro, no trânsito das grandes cidades, que já está em níveis pré-pandemia.

O pandemónio dos acessos a Lisboa, por exemplo, voltou a não dar tréguas. E se regressam os problemas do quotidiano, voltam também preocupações antigas, como a segurança rodoviária.

A notícia dos radares do futuro, supostamente "inteligentes", que vão inundar o País, mostra como o novo mundo traz de volta vícios antigos.

Transformar o combate à sinistralidade numa mera caça à multa é um deles.

Pior ainda é voltar a acenar com o limite de 30 km/hora no centro das cidades.

Só se entende se a ideia for levar os condutores a perder a cabeça em cidades cada vez mais caóticas.

Bom senso é o mínimo que se exige.
questões sociais pandemia sociedade bilhete postal
Ver comentários