Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

Bilhete Postal

Há gestos desesperados que se tornam símbolos da necessidade imperiosa de mudança.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 8 de Outubro de 2021 às 00:33
Há gestos desesperados que se tornam símbolos da necessidade imperiosa de mudança.

A demissão de 87 médicos do hospital de Setúbal pode ser um desses momentos. Um grito de revolta que põe a nu as deficiências da política de saúde.

Acabado o milagre das vacinas, os erros voltam a ficar à vista.

Terminado o estado de graça da política de saúde, todos os falhanços voltam a ocupar o centro do palco.

Sem a figura tutelar do vice-almirante, eis que volta a ficar bem visível a fragilidade da ministra Temido, por mais insuflada que tenha sido pelas ficções partidárias construídas em seu redor.

Os dados que trazemos hoje sobre a iminente rutura na saúde são sinal do falhanço persistente deste Governo, atenuado pelo combate à pandemia.
A crise na saúde é um dos principais sintomas do colapso desta governação.
Bilhete Postal política partidos médicos hospitais rutura saúde
Ver comentários