Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

Bilhete Postal

É estranho reparar como a pandemia e a resposta da Saúde à Covid foram dois assuntos relegados para um plano secundário.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 15 de Janeiro de 2022 às 00:33
A sequência de trinta debates em 15 dias foi uma espécie de laboratório eleitoral. Está por validar a tese de que contribuiu para esclarecer os indecisos.

Mas alguma espécie de balanço se pode fazer. Primeiro, dos temas. A inicial obsessão pelos cenários pós-eleitorais deu lugar ao confronto de ideias.

Infelizmente, isso só aconteceu na parte final. É estranho reparar como a pandemia e a resposta da Saúde à Covid foram dois assuntos relegados para um plano secundário. Isso dá jeito a Costa, e ninguém o contrariou. Ao contrário, Economia e Justiça ganharam total centralidade.

Talvez uma análise sistemática de conteúdo chegue à conclusão de que os temas predominantes foram os impostos, o crescimento económico e o futuro da TAP. O registo mais incompreensível é a total ausência de debate sobre o que fazer aos dinheiros da bazuca.
Bilhete Postal política legislativas pandemia partidos covid
Ver comentários