Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

Bilhete Postal

Mas é uma iniciativa que vai correr o Mundo e levar o nome e o prestígio português a todo o Globo.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 4 de Outubro de 2022 às 00:32
A notícia ontem revelada pelo jornal britânico ‘Times’ é um verdadeiro golpe de mestre. A candidatura ibérica à realização do Mundial de futebol de 2030 junta agora a Ucrânia. Os dados revelados em Inglaterra indicam que a ideia terá o beneplácito dos Governos de Portugal e de Espanha, mas também do próprio Volodymyr Zelensky. Ao que se conhece da proposta, um dos grupos do torneio poderá jogar-se no país agora parcialmente ocupado pela Rússia. Há uma certa ironia histórica neste movimento, porque a anterior candidatura ibérica perdeu a organização do Mundial de 2018 precisamente para a Rússia, numa votação que ficou, na altura, sob suspeita de suborno. O que pode estar aqui a gerar-se é um movimento já designado de ‘Mundial pela Paz’. Pode ser puro marketing para ganhar a organização. Mas é uma iniciativa que vai correr o Mundo e levar o nome e o prestígio português a todo o Globo. Parabéns a quem inventou este ovo de Colombo.
Portugal Times Espanha Volodymyr Zelensky Ucrânia Mundo Mundial pela Paz Inglaterra Inglaterra