Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Acácio Pereira

Saber acolher

Processo exigente em que se deseja que portugal esteja à altura.

Acácio Pereira 14 de Março de 2016 às 00:30
Tornou-se efetivo o acolhimento dos primeiros refugiados por parte de Portugal: o Governo respondeu favoravelmente ao pedido da Comissão Europeia e do Gabinete Europeu de Apoio ao Asilo e acolheu um grupo de 64 refugiados, vindo da Grécia.

Estas pessoas juntam-se aos 68 que vieram da Grécia e da Itália entre dezembro e fevereiro, e, mais tarde, em março. Esta atitude reflete a assunção, de forma humanista, de uma responsabilidade séria por parte do nosso país no cenário internacional.

Senão vejamos: até agora, Portugal recebeu 132 refugiados no âmbito da Agenda Europeia para as Migrações acordada com a União Europeia em setembro – e na qual se comprometeu a acolher 4754 pessoas no prazo de dois anos. Esse número aumentou depois para quase dez mil, por disponibilidade manifestada pelo Governo. Este é, portanto, o início de um processo exigente em que se deseja que Portugal esteja à altura dos seus pergaminhos. Urge envolver todos, sociedade civil e órgãos responsáveis do Estado, num esforço coletivo para acolher bem quem chega.

É crucial que a sua integração possa ser de sucesso no respeito pela diferença das partes e assente em verdadeiros valores de tolerância e de liberdade.
Acácio Pereira opinião
Ver comentários