Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Almeida Henriques

O ano do Interior

2018 é o ano para passar das palavras aos atos, das boas intenções às boas realizações.

Almeida Henriques 2 de Janeiro de 2018 às 00:30
As passagens de ano tornam propícia a formulação de votos e a tomada de resoluções. Mudanças de vida, novos sonhos, metas mais ambiciosas. O exercício vale sempre a pena, como dizia o poeta, quando a alma não é pequena. É uma questão de seriedade e vontade!

Depois do que vivemos de forma dramática e dolorosa em 2017, o meu desejo é que 2018 seja o 'ano do Interior'. Um ano marcado por decisões e medidas que desencravem as 'terras do Demo', dando ao Interior oportunidades proporcionais às do litoral e das grandes zonas metropolitanas.

O País não precisa de mais diagnósticos, mais estratégias, mais grupos de trabalho ou 'movimentos' de fachada. Isto só lá vai com medidas de carne e osso, que estão ao alcance do Governo, se ele for genuinamente patriótico.

Falo de medidas como o choque fiscal para as economias da Interioridade. Se queremos fixar pessoas e empresas fora do litoral, e se queremos realmente valorizar os recursos do território (o turismo, a agricultura, o património, a natureza ou as fontes de energia) precisamos de uma fiscalidade que revolucione o estado de coisas.

Há também o problema da mobilidade. Ao contrário do que sucede no resto da Europa, Portugal está destituído de uma ferrovia moderna que ligue as regiões do seu território e faça a conectividade ao exterior. O abandono do projeto de uma rede ferroviária nacional e o desperdício de fundos comunitários serão o crime-capital desta legislatura.

Se este Governo deixar de gerir uma agenda mediática para governar não se esquecerá das enormes carências de investimento que testemunhou em 2017 no Interior, nem a urgência do ordenamento florestal, a luta contra a seca ou a substituição do criminoso IP3, na ligação rodoviária Viseu-Coimbra.
2018 é o ano - não temos outro -para passar das palavras aos atos, das boas intenções às boas realizações! Haja esperança.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)