Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Golpe bilionário

Ricardo Salgado conseguiu um dos maiores golpes da história.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 28 de Maio de 2015 às 00:30
Diz a acusação do Banco de Portugal que o BES colocou 3,1 mil milhões de dívida da ESI, uma empresa que na cascata do universo Espírito Santo era a casa-mãe do GES. Este valor astronómico era crédito a uma sociedade com contas manipuladas desde 2008 e falida desde 2011, refere a acusação. Com esta colocação, Ricardo Salgado, que liderava a família mais poderosa do País, que tinha os políticos do poder a seus pés, conseguiu um dos maiores golpes da história. Mas Salgado não fez este golpe sozinho. O clã Espírito Santo, que recebia dividendos generosos, e os gestores do BES não podem lavar as mãos e dizer que não sabiam.
Banco de Portugal BES ESI Espírito Santo Ricardo Salgado economia negócios e finanças banca
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)