Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Juros históricos

Algumas famílias serão beneficiadas a partir de amanhã com uma situação inédita.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 31 de Maio de 2015 às 00:30

Algumas famílias serão beneficiadas a partir de amanhã com uma situação inédita. Vão pagar a prestação da casa mais barata que o spread negociado com o banco.

O desconto na taxa só se aplica a quem tem os contratos de crédito indexados à Euribor a 3 meses, mas é a primeira vez que famílias vão beneficiar de uma situação invulgar nos mercados, que só se justifica pela descida acentuada das taxas de juro provocadas pela política agressiva do BCE.

Mas os bancos estão a dar a volta na queda dos juros com a subida de comissões. E o reconduzido governador do Banco de Portugal tem de estar atento. Compete-lhe também proteger os consumidores.

Alguns bancos estão a tentar aumentar o ganho no crédito à habitação com a renegociação de contratos, oferecendo mais anos e baixando a prestação mensal. Mas para quem puder manter o pagamento atual é mau negócio ir na cantiga do banco. A proposta tira-lhe mais dinheiro.

Uma boa notícia. As contas do INE apontam para um melhor desempenho da economia no primeiro trimestre. Os ventos que sopram do BCE são favoráveis.

governador do Banco de Portugal INE BCE economia negócios e finanças serviços financeiros banca macroeconomia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)