Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Um poeta assim-assim

Se há domínio artístico em que Portugal se destaca é na poesia.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 12 de Junho de 2017 às 00:32
Se há domínio artístico em que Portugal se destaca é na poesia. Um País que tem Camões, Pessoa, Ruy Belo, Herberto, Torga, Eugénio, Sophia, Cesário Verde, Cesariny, Alexandre O’Neill, Sá Carneiro e muitos outros, tem obrigação  de ser exigente nesta matéria.

Manuel Alegre ganhou o Prémio Camões e não faltaram adjetivos a glorificar a obra do poeta. Acontece que neste caso não há grande obra.

Foi um trovador razoável nos tempos da ‘Praça da Canção’. Também não é mau, é assim-assim, como muitas outras centenas de criadores líricos.

Mas comparar um poeta assim-assim a verdadeiros génios da cultura é como no futebol equiparar um jogador do Arouca a CR7.
Ver comentários