Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Assunção Cristas

Web Summit: mais que uma semana

A nossa ambição deve ser a de garantir que algumas pessoas se estabelecem por cá.

Assunção Cristas 10 de Novembro de 2016 às 01:46
A Web Summit, que durante três anos (+2) tem sede em Lisboa, será sempre um momento de animação da economia e da vivência da cidade, com as mais de 50 000 pessoas que junta em torno da economia digital e das startups.

Mas deve ser bem mais do que isso. Se a cidade fervilha de notícias de gente que vem de todas as partes do mundo para se encontrar, cara a cara, em Lisboa, a nossa ambição deve ser a de garantir que pelo menos algumas se estabelecem por cá.

Isso faz-se com empenho do município, certamente, mas faz-se essencialmente com confiança, e a confiança decorre em linha direta da estabilidade de políticas, nomeadamente fiscal e laboral.

Em relação à fiscal, o Governo tem andado mal, desde logo ao interromper a descida progressiva do IRC, que, além do mais, provou não perder receita (e por isso mesmo o CDS irá apresentar em sede de OE). Em relação à laboral, paira a ameaça permanente da reversão de reformas importantes.

A Web Summit é um bom exemplo de continuidade entre governos e uma enorme oportunidade para todo o País. Fruto do trabalho intenso coordenado pelo Leonardo Mathias, então Secretário de Estado da Economia, e pelo Paulo Portas, Vice-Primeiro-Ministro, Lisboa passou à frente de muitas cidades, e o atual Governo agarrou com empenho e profissionalismo este compromisso.

Era bom que este exemplo de continuidade se transmitisse às políticas necessárias para garantir um impulso no investimento e nas exportações de bens e serviços. O motor do turismo é bom, mas não chega!

Um ponto final no enredo Caixa Geral de Depósitos
Para o CDS, os administradores da Caixa devem prestar toda a informação sobre rendimentos e património, como qualquer administrador ou alto dirigente público. Não há razão válida para uma exceção e ninguém compreende que seja de outra forma. Se há um qualquer acordo escondido, é condenável. O CDS já apresentou uma proposta para tornar a transparência clara e indiscutível.

Em matéria de salários, choca-nos que o Governo se recuse a aumentar as pensões mais baixas das mais baixas e viva bem com salários milionários para a CGD. Não são aceitáveis estes contrastes vindos do setor público.

Também esta semana o CDS apresentou uma proposta moderada: em tempos excecionais, de austeridade e recapitalização, não pode haver salários acima do do primeiro-ministro.

Pode haver prémios, se forem atingidos os objetivos, até ao limite de metade da média dos salários dos três últimos anos.
As duas propostas vão a votos com o Orçamento do Estado: é rápido e eficaz. Os partidos têm de se definir.

Tribunal Constitucional notifica administradores
O Tribunal Constitucional notificou os administradores da Caixa Geral de Depósitos para que entreguem as declarações de rendimentos. Todas as ajudas são poucas nesta matéria. É lamentável que o Primeiro-Ministro continue em silêncio, sem coragem para revelar se tem algum acordo com a atual administração da CGD. Mas António Costa vai ter de tomar posição quando o PS for confrontado com a proposta do CDS.

Um enorme falhanço das sondagens
Nenhum grande jornal ou televisão dos Estados Unidos foi capaz de prever o terramoto eleitoral que levou Trump à Casa Branca. Mas este enorme falhanço das sondagens não é inédito. Nos últimos tempos, assistimos a fenómenos semelhantes um pouco por todo o lado, mesmo em Portugal. O que tem vindo a passar-se merece uma grande reflexão. No CDS, já estamos habituados a não dar demasiada importância às sondagens.

‘O Terrorista Elegante’, de Mia Couto e Agualusa
O ‘Terrorista Elegante’, de Mia Couto e José Eduardo Agualusa, que a Comuna traz a cena, tem o desconcerto de ser uma peça séria, aqui e ali dura, mas ao mesmo tempo leve e com muito humor. Cruza terrorismo, Síria, estado islâmico, racismo, religião, espiritismo, amor, mentira, dádiva, no mundo global de hoje, com as lembranças fundas do Portugal de ontem. Levei os meus filhos "crescidos" e gostei muito!
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)