Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

As moscas

Uma sondagem da Católica diz tudo: a esmagadora maioria dos portugueses não acredita nos partidos e, pormenor relevante, na democracia. Grave? Nem por isso.

João Pereira Coutinho 21 de Setembro de 2012 às 01:00

Nos últimos dias, e a pretexto da inane TSU, a classe política andou por aí a esfaquear-se alegremente. O PS esfaqueia o governo mas avisa logo, não vá Belém tecê-las, que não tenciona ir para lá. O PSD, ou parte dele, esfaqueia Passos (que nunca engoliu) e diz que tudo seria diferente se ele não estivesse em S. Bento. O CDS esfaqueia o PSD porque acredita, sem se rir, que uma crise política devolveria o cinquentenário Portas ao estrelato. E até Soares, que tem o dobro da idade, mostrou metade do juízo: pedindo a Cavaco o tipo de patifarias que Eanes lhe cometia a ele, ou seja, governos de iniciativa presidencial, como se isso fosse possível, ou desejável. O país está falido, os portugueses estão em debandada da plateia. Mas uma trupe decadente continua a representar no palco. Para quem?

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)