Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Boss AC

O combate do século

Será que com o bilhete vinha incluída uma casa com piscina?

Boss AC 10 de Maio de 2015 às 00:30

Já passava das quatro da manhã e, mesmo cansado e com sono, mantive-me acordado para ver o ‘Combate do Século’ na TV. Com um nome tão dramático destes, seria de esperar que se referissem a algo de importância vital para a Humanidade, sei lá, à escassez de água, a doenças epidémicas ou a conflitos bélicos. Mas não. Referiam-se ao combate de boxe entre Floyd Mayweather e Manny Pacquiao em Las Vegas. Ou seja, fiquei acordado à espera de ver dois gajos andar à porrada dentro de um ringue.

Criou-se tanta expectativa em torno deste evento que, acredito, mesmo quem não aprecia boxe ficou curioso para ver o porquê de tanta conversa. Mas o que faz este combate tão especial? Mayweather e Pacquiao são provavelmente os mais mediáticos pugilistas da actualidade, e há muito que se esperava o embate entre ambos.

Mayweather, americano de 38 anos, um atleta de excepção, mas com uma reputação muito duvidosa, principalmente pelas constantes acusações de violência doméstica, considerado por muitos o melhor pugilista em actividade, invicto em 47 combates como profissional, e, do outro lado, Pacquiao, filipino de 36 anos, sempre sorridente e bem-disposto, dez vezes campeão mundial, um verdadeiro herói no seu país, onde ocupa um lugar no parlamento como deputado. Em Portugal, os deputados também nos dão pancada, só que não é no ringue.


Entre patrocínios, receitas de bilheteira, direitos televisivos e prémios, estavam em jogo cerca de 300 milhões de dólares. Meus amigos, por essa quantia, também quero levar socos na cara. Até bato em mim mesmo, se for preciso. 


O MGM Grand Arena, em Las Vegas, foi o palco escolhido para receber cerca de 16 000 espectadores, que pagaram bilhetes entre os 1500 e os 100 000 dólares, que se esgotaram após 54 segundos à venda. De acordo com a imprensa, houve quem pagasse meio milhão de dólares para estar presente no evento. Será que com o bilhete vinha incluída uma casa com piscina no Restelo?


O combate foi bastante técnico (leia-se, chato) e acabou com a vitória por unanimidade de Mayweather. Após a derrota, Pacquiao manteve o seu sorriso e boa disposição.


Também eu estaria sorridente por saber que, mesmo perdendo, levava para casa, em 36 minutos, a mesma quantia que Ronaldo e Messi juntos ganharam num ano. No final, quem perdeu foi quem esperava o espectáculo. E adormeci KO.
combate século bilhete casa piscina
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)