Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Boss AC

Único e irrepetível

Tenho andado tão ocupado, que dava jeito o dia ter 48 horas. Ou ter um clone.

Boss AC 22 de Março de 2015 às 00:30

Tenho andado tão ocupado, que dava jeito o dia ter 48 horas. Ou ter um clone. Assim, eu, o original, em vez de ter acordado às 7 da manhã, com a agenda preenchida até à noite, podia ficar na cama e, em meu lugar, uma cópia honraria os meus compromissos. E depois à noite fazíamos um briefing para ele me dizer o que foi que fiz o dia todo, enquanto dormia.

A clonagem humana poderá ser uma realidade em pouco tempo. Eis um assunto polémico que levanta várias questões éticas.

Quais são os benefícios e riscos da clonagem humana? Não são raras as vezes em que a realidade ultrapassa a ficção. Seria como ter um gémeo mas com a diferença de 20 ou 30 anos? Ou teriam a mesma idade? E esse clone seria filho ou irmão do dador original? Será que com o avanço da genética, os pais poderão escolher as características dos seus filhos? Escolher os ingredientes para o bebé perfeito como quem escolhe os ingredientes para uma  pizza? Os traços do Brad Pitt, a inteligência de Einstein ou a voz do Tony Carreira? Charles Darwin falava na sobrevivência do mais apto. Ou será a sobrevivência do mais rico? Cuidado!

Está decidido: não quero ter um clone. Decidi que sou único e irrepetível. Aliás, assim que puder, vou à Sociedade Portuguesa de Autores registar o meu ADN. Não sei é quando vou ter tempo para isso.

Tenho andado tão ocupado, que dava jeito o dia ter 48 horas. Ou ter um clone. Assim, eu, o original, em vez de ter acordado às 7 da manhã, com a agenda preenchida até à noite, podia ficar na cama e, em meu lugar, uma cópia honraria os meus compromissos. E depois à noite fazíamos um briefing para ele me dizer o que foi que fiz o dia todo, enquanto dormia.

A clonagem humana poderá ser uma realidade em pouco tempo. Eis um assunto polémico que levanta várias questões éticas.

Quais são os benefícios e riscos da clonagem humana? Não são raras as vezes em que a realidade ultrapassa a ficção. Seria como ter um gémeo mas com a diferença de 20 ou 30 anos? Ou teriam a mesma idade? E esse clone seria filho ou irmão do dador original?

Será que com o avanço da genética, os pais poderão escolher as características dos seus filhos? Escolher os ingredientes para o bebé perfeito como quem escolhe os ingredientes para uma pizza? Os traços do Brad Pitt, a inteligência de Einstein ou a voz do Tony Carreira? Charles Darwin falava na sobrevivência do mais apto. Ou será a sobrevivência do mais rico? Cuidado!

Está decidido: não quero ter um clone. Decidi que sou único e irrepetível. Aliás, assim que puder, vou à Sociedade Portuguesa de Autores registar o meu ADN. Não sei é quando vou ter tempo para isso.

crónica Boss AC
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)