Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Anjos

Profissão de risco

Provavelmente os agentes envolvidos no tiroteio são os menos culpados.

Carlos Anjos 17 de Novembro de 2017 às 00:30
Na sequência de furto a um multibanco, a PSP recolheu informação e reagiu. A informação que detinha era frágil. Sabia que o crime tinha sido cometido por dois ou três indivíduos e que haviam fugido num Seat Leon preto.

O alerta foi dado e todo o efetivo de serviço ficou em prontidão caso a viatura fosse detetada. Preparou-se a atuação e todos sabemos o que aconteceu. Não importa agora precisar os erros cometidos. Provavelmente os agentes envolvidos no tiroteio são os menos culpados.

Uma Polícia que tem sido maltratada, inclusive pelos cidadãos, com elementos agredidos diariamente, está debaixo de enorme stress. É no entanto de assinalar a reação quer da Direção Nacional da PSP a assumir de forma séria a situação, quer a forma clara e nada corporativista das associações sindicais da PSP, que assumiram o incidente com responsabilidade e clareza.

É assim que as pessoas e as instituições sérias se comportam. Não escondem os resultados das suas ações, por mais dolorosas que possam ser. Perdeu-se uma vida. Esse é um facto dramático e que não pode ser esquecido.

E tenho a certeza que, para além dos familiares da vítima, ninguém lamenta mais este incidente do que todos os elementos da PSP.
Carlos Anjos opinião
Ver comentários