Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Anjos

Orgulho pela PJ

A PJ persegue e detém suspeitos de crimes, sejam eles quem forem.

Carlos Anjos 8 de Abril de 2016 às 01:45
Esta semana, do ponto de vista operacional, tem sido extraordinária para a PJ. A resolução de vários crimes violentos, o desmembramento de uma organização de venda de armas de fogo, a detenção no Algarve de dois dos suspeitos do grave incidente ocorrido no Bairro da Ameixoeira demonstram que o crime violento combate-se com inteligência e planeamento e não com grandes operações de demonstração de força bruta.

Mas o facto que marca a semana é a operação que deteve 15 pessoas suspeitas dos crimes de branqueamento, corrupção e associação criminosa, entre eles dois quadros da PJ. Foi um serviço que orgulhou a PJ, mas que nos fez sofrer muito. Lógico que a estes dois colegas aplica-se a presunção da inocência que se aplica a todos os outros arguidos.

Mas não nos desculpamos com uma qualquer teoria da cabala, até porque a operação foi planeada e levada a cabo pela própria PJ. O que esta operação demonstra é que a PJ persegue e detém suspeitos de crimes, sejam eles quem forem, inclusive os seus elementos, sendo implacável na sua missão. Já o sofrimento, esse é nosso, individual e coletivamente. Estamos a lamber feridas, mas orgulhosos da instituição e de todos os que nela trabalham.
Algarve Bairro da Ameixoeira PJ crimes
Ver comentários