Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Garcia

PJ na PGR

É preciso preservar imparcialidade e independência da PJ.

Carlos Garcia 22 de Março de 2015 às 00:30

A SFIC/PJ e SMMP apresentaram a sua proposta de integração orgânica da Polícia Judiciária no Ministério Público. Nos tempos conturbados em que vivemos, em que a grande corrupção "começa e acaba" no poder político, é tão importante cuidar das condições de operacionalidade da PJ como da sua imparcialidade e da sua independência.

Perante um Poder Político quase completamente infiltrado por interesses ilegítimos torna-se irresponsável defender, hoje, que a PJ deva manter-se dependente dos Governos, das suas influências, dos seus humores e das suas políticas quantas vezes enviesadas por interesses obscuros e não pugnar, pelo contrário, por uma PJ somente dedicada ao serviço da Justiça, num quadro novo mais blindado a influências perversas.

O pior que pode acontecer à PJ é ser confundida, como ocorre com frequência com outras forças e serviços de segurança, com uma polícia do "regime" ou, pior ainda, com uma polícia com predisposição para servir interesses políticos ou económicos, seja por motivação criminosa, mera ingenuidade ou "instinto" de obediência. 

PJ Polícia Judiciária no Ministério Público Poder Político crime lei e justiça justiça e direitos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)