Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

César Nogueira

A nossa segurança

É urgente proceder a uma consciencialização da sociedade.

César Nogueira 28 de Março de 2015 às 00:30
As agressões a profissionais da GNR voltaram às manchetes. Estes casos foram notícia não por serem inéditos, mas pela sua particular violência. Vou escusar-me a repetir os argumentos de quem se sente desprotegido, quer pela branda aplicação da lei, quer pela insuficiência de meios, que chocam com a sofisticação dos recursos que o crime tem.

É urgente que se proceda a uma consciencialização da sociedade em geral mas, muito em particular, dos poderes judicial e político. Defender a autoridade do Estado e promover o sentimento de segurança dos cidadãos, que querem sentir que as polícias são capazes de os proteger passa não só por fazer refletir nas decisões judiciais a gravidade destes crimes mas também por dotar as forças de segurança de meios, para que possam agir pedagógica, preventiva e oportunamente. A frequência destes casos parecem querer sustentar uma atuação policial mais musculada, sendo que não é a atuação repressiva que se pretende impor, mas sim uma sociedade mais segura, em que o agente da autoridade seja respeitado como tal.

É assim em democracia.
GNR violência segurança Estado sociedade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)