Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
8
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Eugénio Rosa

CGD encolheu e perdeu quota

Em lugar de investir na economia e no apoio às famílias, Paulo Macedo preferiu o investimento financeiro.

Eugénio Rosa 12 de Junho de 2021 às 00:30
A Caixa Geral de Depósitos (CGD) é um banco público e tem como missão apoiar as empresas e famílias e promover o desenvolvimento do país. O mandato de Paulo Macedo terminou em 2020, por isso importa fazer um balanço da sua gestão, até para que os portugueses, que financiam a CGD com os seus impostos, possam fazer uma avaliação pois ele quer continuar.

Entre 2015 e o primeiro trimestre de 2021 o crédito concedido pela CGD no país às empresas diminuiu de 29 860 milhões € para 16 118 milhões € (-46%), e aos particulares (habitação e consumo) de 36 053 milhões € para 24 731 milhões € (-31,4%). Deliberadamente ou por incapacidade, a gestão de Paulo Macedo não cumpriu a principal missão da CGD.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
CM+
O Correio da Manhã para quem quer MAIS conteúdos e vantagens
Assine já 1 mês/1€
  • Todo o conteúdo exclusivo sem limites nem restrições.
  • Acesso a qualquer hora no site ou nas apps.
  • Acesso à versão do epaper na noite anterior.
  • Clube CM+ com vantagens e ofertas só para assinantes