Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Cintra Torres

Isidro, há 55 anos a fazer o mesmo

Do tempo dos dinossauros, resiste a todos os governos e directores da RTP. Começou em 16 de janeiro de 1960 e lá vai, cantando e rindo.

Eduardo Cintra Torres 9 de Janeiro de 2015 às 00:30

1 - Júlio Isidro é quem há mais anos faz TV em Portugal. Começou, ainda no tempo da Mocidade Portuguesa, e, com altos e baixos, lá vai cantando e rindo, agora na RTP Memória. Já lhe chamei Isidrius Rex, mas na RTP chamaram-lhe Rei Mago. É a mesma coisa.

2 - No ‘Agora Nós’ (RTP 1) Isidro disse que prenda gostaria de receber: um programa na RTP 1. Assim, sem mais. É o sonho dele há anos. Um programa na generalista propulsiona depois outras actividades lucrativas, como "presenças", galas de empresas, etc..

3 - No nosso jornalismo, é-se jovem ou homem consoante se é bonzinho ou mauzinho: os "bons" são "jovens" até aos 35 nos. Os "maus" são "homens" a partir dos 18. Caso deste prisioneiro. Apesar de assassinado, não poderia ser "jovem de 27 anos".

4 - Como a TV tem pouca memória, são bem-vindos os ‘Perdidos e Achados’, no ‘Jornal da Noite’, recuperando acontecimentos ou momentos da própria SIC. Nem sempre com interesse, a rubrica vale por nos afastar do presente sem passado em que a TV nos submerge.

5 - ‘Perdidos e Achados’ regressou há semanas aos locais e aos entrevistados de 2005 em Paris, quando os arredores da capital francesa foram palco de graves distúrbios sociais. Pudemos ver como o poder político e os luso-descendentes deram a volta.

6 - Sobre a entrevista a Sócrates, que afinal já se diz ser só "um questionário", convinha que, a bem da transparência, a TVI informasse: quem escreveu as perguntas? Alguém da TVI? Ou Sócrates? Se foi da TVI, quem? Quantas perguntas eram? Só aquelas seis?

Isidro carreira 55 anos apresentador
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)