Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Cintra Torres

O famoso e o contabilista

Santana falou para os militantes. Rio tem a vantagem da novidade.

Eduardo Cintra Torres 5 de Janeiro de 2018 às 00:30
Mas porquê um debate em directo e em horário nobre num canal do Estado entre dois candidatos a líderes de um partido?

Porque os partidos fazem parte do Estado, são o Estado, e a RTP obedece; porque este partido, o PSD, é o que mais anos esteve no governo, faz parte do 'arco da governação' e do Bloco Central; porque o líder do PSD tem sempre a possibilidade de ser primeiro-ministro, de todos os portugueses - e também da RTP.

Depois de uma trapalhada da TVI com um prometido debate, acabou por ser na RTP o único debate de TV entre Rui Rio e Santana Lopes. De que falaram? Santana falou para os militantes, como se o fôssemos todos (credo!). São eles quem escolherão entre ele e Rio.

Foi um bocado demagógico. Fez valer a sua experiência de TV, de participante em reality show, debates, comentário, etc. Não é fácil crer nas suas promessas. Está gasto.

Rio revelou limitação na comunicação, mais líder contabilista do que líder com visão ampla da governação do país. Mas tem a vantagem da novidade.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)