Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Dâmaso

A hora do TPI

O autodenominado califado que controla parte da Síria e do Iraque é a infâmia total. Mata, tortura, prende, em nome da sua justiça islâmica e é uma ameaça para qualquer pessoa, seja ocidental ou árabe.

Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 4 de Setembro de 2014 às 00:30

Representa o caos e o vazio absolutos, a essência do terrorismo suicida que destrói tudo em nome de uma fénix que renascerá. Não tem causa, ideologia ou mensagem que não seja o terror.

Se não fosse a hipocrisia política que quase matou o Tribunal Penal Internacional (TPI) à nascença – a recusa dos EUA em submeter os seus nacionais à sua alçada –, aqui estava uma missão histórica. Perseguir e punir na justiça internacional este califado exige um novo fôlego para o TPI e não uma guerra sem lei.

Tribunal Penal Internacional TPI EUA crime lei e justiça
Ver comentários