Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Dâmaso

Desfecho inevitável

A demissão de Miguel Macedo era o único desfecho possível no caso dos vistos gold.

Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 17 de Novembro de 2014 às 00:30

O ministro da Administração Interna não pode estar fragilizado, e Macedo estava. Mas não é só por razões políticas que estava em maus lençóis. Caíram duas pessoas que lhe são muito próximas, um empresário que é seu sócio foi detido, há conversas suas com o principal arguido, António Figueiredo, que foram escutadas e têm relevância objetiva para a investigação. Macedo não é arguido mas parece cada vez mais próximo de o ser. Neste caso, é melhor enfrentar a sua delicadeza e não meter a cabeça na areia. Ou confundir os vistos com cartas de condução, como fez António Costa...

ministro da Administração Interna Miguel Macedo Vistos Gold António Figueiredo António Costa
Ver comentários