Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Dâmaso

Ninguém se demite

Emitir um mandado de detenção europeu revelou-se um quebra-cabeças.

Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 22 de Fevereiro de 2017 às 00:31
Nas últimas semanas roubaram mais de 50 pistolas à PSP e ninguém se demitiu. Fugiram presos perigosos da cadeia de Caxias e a captura de um deles foi inviabilizada por um falhanço sucessivo de várias instituições do Estado. Emitir um mandado de detenção europeu, instrumento ultra simplificado para ser rápido e eficaz, revelou-se um quebra-cabeças para os serviços prisionais, as polícias, as magistraturas e o Governo. Também ninguém se demitiu.

O sentimento de impunidade e facilidade reinante é de tal ordem que já há assaltos à luz do dia no Centro Comercial das Amoreiras e uma claque de futebol ocupa a via pública como se fosse a sua sala de estar. O mesmo Estado que é expedito a extorquir os contribuintes com um Fisco implacável revela-se totalmente inepto no combate ao crime.

Pouco adiantam os slogans de propaganda sobre o défice de 2016 - ‘o mais baixo em democracia’ -se o Estado todos os dias se desagrega e atrapalha a vida dos cidadãos. E sem culpados, porque tal como o Estado, também a cultura de responsabilização vai acabando.

É o verdadeiro crime sem castigo.
PSP Caxias Centro Comercial das Amoreiras política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)