Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Dâmaso

Secretas e fiscais

Silva Carvalho, o ‘superespião’ caído em desgraça na sequência do caso Ongoing, veio agora dizer que é uma prática habitual das secretas vasculhar a faturação detalhada do telemóvel de jornalistas.

Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 23 de Fevereiro de 2015 às 00:30

Silva Carvalho, o ‘superespião’ caído em desgraça na sequência do caso Ongoing, veio agora dizer que é uma prática habitual das secretas vasculhar a faturação detalhada do telemóvel de jornalistas. Pode ser um segredo de polichinelo, mas evidencia uma prática antidemocrática e põe o dedo numa outra ferida muito antiga: a fiscalização das secretas é totalmente ineficaz. Marques Júnior quis mudar as regras mas perdeu a guerra e tudo voltou à estaca zero. São nomeados deputados para uma fiscalização que é mera atividade notarial. Certifica a verdade formal previamente construída pelos serviços. Vamos ver o que fazem agora.

Silva Carvalho Ongoing Marques Júnior economia negócios e finanças media
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)