Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

F. Falcão-Machado

A ‘Diada’

Governo catalão quer avançar com a consulta, o que faz prever tensões.

F. Falcão-Machado 15 de Setembro de 2017 às 00:30
Celebrou-se no passado dia 11, em Barcelona, a ‘Diada’, que é o dia nacional da Catalunha. O evento revelou como ainda está vivo o desejo de independência daquela região autónoma espanhola.

De facto, a sociedade civil catalã havia decidido já há algum tempo efetuar uma consulta popular sobre o tema, baseada no direito de liberdade de expressão. Todos os partidos políticos tomaram posição, mas quem não gostou da iniciativa foi o governo central, de Madrid, que se apressou a arguir que ela violava as leis espanholas.

Essa decisão, disse, só poderia ser tomada após uma revisão da Constituição e, por conseguinte, com o voto de todos os espanhóis. A réplica dos independentistas foi que não era legítimo instrumentalizar o voto dos espanhóis não-catalães para objetivos que lhes eram estranhos.

Entretanto, o parlamento autónomo catalão deliberou legalizar a consulta popular como um referendo formal, o que levou Madrid a impugnar, com sucesso, tal deliberação perante o Tribunal Constitucional. Ignorando a decisão deste tribunal, o governo catalão mostra-se disposto a avançar com a consulta no próximo dia 1 de outubro, o que faz prever grandes tensões. Em breve se verá.
F.Falcão-Machado opinião
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)