Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

F. Falcão-Machado

Jesuítas

Novo líder dos Jesuítas conhece bem os meandros da Santa Sé.

F. Falcão-Machado 28 de Outubro de 2016 às 01:45
A Companhia de Jesus, mais conhecida como "os jesuítas", tem uma vasta e controversa ligação histórica a Portugal. Esta ordem religiosa, a quem já chamaram "a tropa de choque" da Igreja Católica, conta hoje com mais de 16 mil membros espalhados pelo Mundo.

E uma das suas características é uma relativa independência em relação ao resto da comunidade eclesiástica, bem como uma constante preocupação de intervenção cultural e pedagógica.

Merece por isso ser mencionada a ocorrência em Roma da Congregação Geral da Ordem que elegeu como novo líder - a quem chamam "o Papa negro" - o sacerdote venezuelano Arturo Sosa Abascal. Dá-se, assim, a curiosa coincidência de o papa Francisco ser também um jesuíta e de ambos serem da América Latina.

Embora relativamente desconhecido, o novo superior geral dos jesuítas conhece bem os meandros da Santa Sé, onde vivia ultimamente, e representou-a em discretas negociações com o falecido presidente Chavez, da Venezuela. Anunciam-se tempos interessantes para a Igreja de Roma.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)