Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
9 de Setembro de 2016 às 00:30
Nestas últimas semanas, acontecimentos bons e menos bons atraíram as atenções da Comunidade Internacional.

Citemos alguns: a Cimeira do G20, na China, que serviu de palco à ratificação tanto pela China como pelos Estados Unidos do acordo de Paris sobre o meio ambiente. E a Cimeira da ASEAN, no remoto Laos, onde a troca de galhardetes estilísticos não impediu consensos igualmente importantes. Dir-se-á que desses encontros resulta pouca substância, mas os gestos também têm o seu valor.

Em compensação, na Espanha – que está a ser gerida há cerca de um ano por um governo interino – a situação andou para trás: os principais partidos políticos não se entenderam quanto à formação de governo, pelo que terão de se realizar novas eleições parlamentares. Surpreende a fé que tanto o Partido Popular como o PSOE depositam na obtenção de uma improvável maioria absoluta. Veremos. Entretanto, quem paga a conta? A Democracia, é claro!
No meio disto tudo, não se deu o devido relevo a uma notícia positiva: a assinatura, no passado dia 15 de agosto, da primeira Concordata entre o Governo de Timor-Leste e a Santa Sé. Recorde-se que cerca de 90% da população de Timor-Leste se afirma católica.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)