Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

F. Falcão-Machado

Os EUA

Norte-americanos vivem num ambiente cultural que escapa a europeus.

F. Falcão-Machado 5 de Fevereiro de 2016 às 00:30
Para bem entender o que se passa do outro lado do Atlântico, é bom lembrar que o mundo norte-americano vive num ambiente cultural que escapa à maioria dos europeus. Assim se explica o aparecimento entre os candidatos à Casa Branca de personalidades menos convencionais, a par de outras mais "institucionais".

Onde a tendência se volta a aproximar de padrões europeus é no peso que certos valores essenciais têm no resultado final do sufrágio.

São manifestas as hesitações que os dois grandes partidos políticos dos Estados Unidos estão a enfrentar na nomeação dos candidatos à próxima eleição presidencial.

O Partido Republicano joga nos seus temas usuais da segurança das pessoas e da prosperidade das empresas, temas que, aliás, não evitam o seu isolacionismo tradicional.

O eleitorado democrático, por seu lado, oscila entre uma tradição de esquerda liberal, representada por Hillary Clinton, e uma linha bastante mais social-democrata, de que o senador Bernie Sanders é exemplo. Quem sabe porém se, posto ante a escolha entre "business as usual" ou um projeto demasiado reformista, o eleitorado democrata acabe por confiar mais na força do género do que no poder da ideologia?
Atlântico Casa Branca Estados Unidos Partido Republicano Hillary Clinton Bernie Sanders
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)