Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Fernanda Cachão

Vidas modernas

O serviço ferroviário entre Lisboa e Setúbal iniciou uma campanha contra o jejum.

Fernanda Cachão 18 de Outubro de 2016 às 01:45
O serviço ferroviário entre Lisboa e Setúbal, com passagem na ponte 25 de Abril, sobre o Tejo, iniciou uma campanha contra o jejum.

Repetimos: iniciou uma campanha contra o jejum, e vai distribuir folhetos informativos, maçãs e iogurtes aos passageiros. Parece que a ação surge na sequência de desmaios durante as viagens, por falta de pequeno-almoço, desfalecimentos esses que originaram atrasos na circulação dos comboios.

Vejamos: entre janeiro e junho deste ano, registaram-se 46 episódios para os quais a empresa arranjou o eufemismo de "doença súbita", e que prejudicaram a pontualidade de 51 composições em 209 minutos.

Se a contabilidade for pescar de 2012 a este outubro, dá com 370 casos, dos quais 82 foram no interior dos comboios, na maioria entre as sete e as dez horas da manhã. É muita fraqueza.

Foi nos idos de 1963 que nasceu uma das maiores pensadoras de todos os tempos e que, 53 anos volvidos, continua sem ruga nas tiras da BD de Quino. Disse ‘Mafalda’: "Às vezes pergunto-me se a vida moderna não tem mais de moderna do que de vida." Com toda a franqueza, foi do que nos lembrámos.
Lisboa Setúbal Tejo Mafalda alimentação jejum serviço ferroviário
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)