Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Fernando Ilharco

Falar bem

Ser bom conversador sugere inteligência e saber do que se fala.

Fernando Ilharco 25 de Novembro de 2017 às 00:30
Fala muito bem, vê-se que sabe do assunto", ouve-se por vezes. Ao longo de centenas de milhares de anos, falar bem tem sido visto como indicador de inteligência e potencial de liderança. No mundo que já lá vai, um mundo essencialmente desconhecido, explicar bem a situação podia equivaler a sobreviver.

Nos nossos dias, envolvidos por milhares de histórias, falar bem e ser alvo de atenção é ser influente. Seguir quem é alvo de atenção é também um comportamento milenar, que o investigador Van Vugt, na obra 'Selected' diz recuar à idade da pedra, quando seguir os líderes certos significava literalmente sobreviver.

Hoje, num ambiente informacional e marcado pela incerteza, os bons conversadores surgem como bons líderes. É essa a força dos líderes de opinião; o mais famoso entre nós é agora Presidente da República.
Selected Van Vugt Presidente da República interesse humano pessoas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)