Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Fernando Sobral

Pecado original

O único golo do Benfica no jogo de domingo perante o Gil Vicente, aquele que garantiu uma vitória e fez amealhar mais três pontos, nasceu de um fora de jogo de Maxi Pereira.

Fernando Sobral 23 de Dezembro de 2014 às 00:31

Gaitán marcou, mas o pecado original do golo não foi visto pela arbitragem. O certo é que, assim, o Pai Natal encarregou-se de dar uma prenda a Jorge Jesus, mesmo num dia em que o futebol encarnado foi pobre, previsível e sonolento. Pouco faltou para o Gil Vicente, frágil como o lugar que ocupa na classificação, marcar. Os três Reis Magos da magia do Benfica têm sido Enzo Pérez, Salvio e Gaitán. Sem dois deles, a equipa ressente-se. E muito. Valeu o golo. Mesmo ilegal.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)