Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Fernando Sobral

A três pontos do título

Julen Lopetegui, com a equipa mais cara e bem apetrechada da Liga, sabe que o seu destino não depende do que diz ou faz.

Fernando Sobral 12 de Maio de 2015 às 00:30

No momento em que se resolvem todos os enigmas, Hercule Poirot poderia ser chamado para desvendar quem vai ganhar o campeonato. Ou quem o vai "matar" primeiro.

O Benfica está agora à distância de três pontos da vitória que permitirá a Jorge Jesus discutir o seu destino e a Luís Filipe Vieira finalmente mostrar que é possível travar a hegemonia do FC Porto no futebol português.

Julen Lopetegui, com a equipa mais cara e bem apetrechada da Liga, sabe que o seu destino não depende do que diz ou faz. O jogo do Benfica em Guimarães poderá dar o título, mas o clube da Luz ainda tem um desafio em casa para não perder o que parece óbvio. Nesta jornada, ambos ganharam. E com os seus avançados (Lima, Jonas e Jackson Martínez) em destaque. Se o jogo do Benfica foi previsível, o do FC Porto frente ao Gil Vivente deixou algo a desejar, e só o esforço de Jackson, um exemplo notável de abnegação, emocionou.

O Sporting olha já só para a final da Taça e Marco Silva reserva toda a sua artilharia para essa prova. Por isso, contra um débil Estoril, um empate foi o melhor que se conseguiu, num jogo que pareceu já de outono, quando todos se preparam para hibernar. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)