Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Fernando Sobral

Grande casa

Frankie Knuckles fez de Chicago a cidade do ritmo.

Fernando Sobral 9 de Maio de 2015 às 00:30

Frankie Knuckles fez de Chicago, a terra dos gangsters, a cidade do ritmo. Tornou-a a casa da dança. E ele transformou-se no padrinho da house, o movimento que redefiniu os ritmos e as batidas da dança. Knuckles, produtor de discos e DJ portentoso, foi o alquimista que, em finais da década de 1980, criou peças de arte musical como ‘Your Love’, ‘Baby Loves to Ride’ e ‘The Whistle Song’.

A compilação agora editada, ‘House Masters’, é a montra das jóias que o falecido DJ legou a várias gerações de animadores da dança nocturna. Knuckles teve um papel primordial no crescimento e na popularidade da música electrónica de dança, criando nas noites de Chicago um estilo de ritmo que viria a ultrapassar todas as fronteiras globais. Quando Knuckles se transformou em DJ, o ‘disco-sound’ já tinha deixado de ser o som das noites e da euforia. Ele passou a ser um manipulador de sons e de ritmos, utilizando uma ‘drum machine’ para ajudar à mistura.

No Warehouse de Chicago, criou o seu próprio estilo: a house. Rapidamente a sua influência chegou a uma Inglaterra que depois do punk descobrira a música electrónica e onde os ritmos da noite se foram tornando cada vez mais crus e tribais.

A ‘rave culture’ deve muito às experiências de Knuckles. Na sua época, não havia DJ que eram estrelas da noite e a música electrónica era uma parente pobre. Ele redefiniu isso. Não admira que Barack Obama, quando era senador do Illinois, tenha feito aprovar uma lei em que a rua do Warehouse passou a ser chamada Frankie Knuckles Way. 

Chicago Your Love Baby Loves The Whistle Song House Masters Inglaterra Barack Obama
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)