Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Fernando Sobral

Penáltis e falta de qualidade

Neste ano, esta Liga arrisca-se a discutir mais os penáltis do que a qualidade do futebol jogado pelas equipas.

Fernando Sobral 1 de Setembro de 2015 às 00:30
O Sporting vive exaltado no meio de penáltis. Os marcados, os que poderiam ser marcados e os que não foram. Em Coimbra houve uma chuva deles e Jorge Jesus acabou expulso por causa deles. No fim, os leões venceram uma equipa com poucos argumentos e estão no topo da Liga. Resta saber se este campeonato vai ser uma sinfonia total em torno da arbitragem. O Benfica precisa de um solista a meio-campo para dividir as despesas da magia criativa com Gaitán. É esse o seu maior défice, até porque em vez de se concentrar nessa lacuna, andou a dispersar-se por contratações de duvidosa utilidade. Assim, para afastar os fantasmas da Luz e vencer, Rui Vitória teve de se socorrer de jovens jogadores e de um ou outro reforço, como Jiménez, que pode fazer a diferença. Contra o Moreirense foi isso que aconteceu, mas o treinador caminha sobre terreno minado e começa a perceber isso. Tal como o FC Porto, uma equipa sem sal e pimenta, que vive da qualidade de alguns jogadores. Mas que não tem um fio de jogo que descanse os adeptos. Venceu no Dragão um Estoril que até rematou mais. Falta, claramente, um fio condutor para a equipa. O Arouca empatou e já não está sozinho na liderança. Pode ser que a pausa refresque as ideias.  
opinião fernando sobral futebol penáltis jogo qualidade liga
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)