Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco J. Gonçalves

Submarino misterioso

A Guerra Fria e a geopolítica não são coisa do passado.

Francisco J. Gonçalves 22 de Outubro de 2014 às 00:30

Prova disso é a continuada guerra na Ucrânia, que resulta do ressuscitar de velhos mapas imperiais por parte de Vladimir Putin. O ‘czar’ do Kremlin quer uma Rússia tão grande e poderosa como no passado, "talvez para compensar alguma coisa", como dizia Shrek ao ver a imensa torre do castelo do príncipe anão.

Agora, a Suécia procura um misterioso submarino russo junto a Estocolmo. Algumas fontes suecas referem ainda outros avistamentos de embarcações não identificadas nos últimos meses.

Nada custa acreditar nestes atos de espionagem, até porque, em dezembro de 2013, Moscovo queixou-se de ser espiado pela Suécia a pedido da norte-americana NSA e anunciou um aumento da vigilância do país vizinho. Esta espionagem, aliás, é coisa habitual, e não podia ser de outro modo, dados os antecedentes russos.

E também não estranha que os EUA tenham pedido uma mãozinha aos suecos. É que cerca de 80% das comunicações eletrónicas russas passam pelo Báltico, mais exatamente por águas suecas. Assim sendo, se a Rússia espreita essas águas talvez esteja, bem lá no fundo, a olhar para os olhos de quem a espia.

Submarino Ucrânia Vladimir Putin czar Kremlin Rússia Suécia Moscovo EUA política espionagem Guerra Fria
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)