Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco José Viegas

Blog

Lembram-se da beleza de Hillary Swank em ‘Million Dollar Baby’? Esqueçam os 15 minutos finais, que Clint Eastwood tinha de usar para conferir brutalidade a um filme tão melancólico.

Francisco José Viegas 18 de Agosto de 2015 às 00:30
Lembram-se da beleza de Hillary Swank em ‘Million Dollar Baby’? Esqueçam os 15 minutos finais, que Clint Eastwood tinha de usar para conferir brutalidade a um filme tão melancólico. Falo dos sonhos. Do sofrimento. Da dor (Morgan Freeman). Da paixão, do esforço, da fé nas coisas que nos comovem e dão algum sentido ao que deixamos para trás. Benedict Cumberbatch começou por ser conhecido como um Sherlock Holmes moderno e acaba de estrear-se como Hamlet, o sonho de qualquer um. Mas antes de Shakespeare, soube-se agora, teve de enfrentar o seu professor de teatro na Harrow School, que o aconselhou vivamente a não seguir a carreira e a desistir. Não se lhe ouviu uma queixa até hoje: apenas conhecemos o seu trabalho. A beleza é isso: conseguir sobreviver em nome de um sonho de que os outros desconfiam.

Citação do Dia
"Entre as ruínas da Primavera Árabe e Estados feudalizados, o caos veio para ficar"
Pedro Picoito, no blogue Nada o Dispõe à Acção

Sugestão do Dia
"Só o fogo convém/ao coração da noite" – uma simplicidade ardente, a de António Manuel Pires Cabral, um dos nossos grandes poetas de hoje, de quem a Cotovia acaba de publicar ‘A Noite em que a Noite Ardeu’.
francisco josé viegas blog opinião
Ver comentários