Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco José Viegas

Os justiceiros

O ideal seria que os árbitros descessem de helicóptero sobre o relvado minutos antes dos jogos.

Francisco José Viegas 7 de Novembro de 2015 às 00:30
O futebol só será quimicamente puro quando os puristas conseguirem colocar detetores de roupões à porta dos balneários dos árbitros. Há de arranjar-se. O ideal seria que os árbitros descessem de helicóptero sobre o relvado minutos antes dos jogos.

Conhece-se a cabecinha de certa gente pela forma como suspeitam de todos os outros; no caso do futebol, esquecem-se de que há câmaras de televisão em todos os jogos e que, se há problemas na arbitragem, isso se deve aos clubes, que elegem quem querem (ou já elegeram antes) e se envolveram em negociatas prévias.

O problema não está na "verdade desportiva", que pode ser escrutinada, discutida e corrigida publicamente – mas nos cowboys de ocasião, que já puseram os seus roupões a salvo.
futebol árbitros arbitragem
Ver comentários