Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco José Viegas

Blog

Os ditadores andam perigosos.

Francisco José Viegas 2 de Março de 2015 às 00:30

Em 2007 assisti, nas ruas de Buenos Aires, a uma ruidosa manifestação de apoio a Mahmud Almadinejad e ao regime iraniano. Absurdo? Não: em 1994, um atentado numa associação judaica argentina provocara 85 mortos e as investigações ligaram a carnificina ao Hezzbollah e ao Irão. O ódio frutificara (estava na rua, dançando contra a liberdade), o tempo passou e dois dos implicados no planeamento do atentado foram, inclusive, candidatos presidenciais em Teerão. 20 anos depois (janeiro passado), na véspera de se apresentar para entregar documentos que implicavam a presidente Cristina Kirchner na operação de ilibar o Irão e o antissemitismo, o procurador Nisman foi assassinado. Cindo dias antes tinha denunciado Kirchner publicamente e era já um homem perdido. Na semana passada, as ruas de Buenos Aires encheram-se de pessoas protestando contra esta conspiração. Na mesma altura, Boris Nemtsov era assassinado na Rússia.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)