Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco José Viegas

Blog

Como se desaparece desta maneira?

Francisco José Viegas 5 de Janeiro de 2016 às 00:59
Em Hong Kong sou cliente da Eslite, uma livraria em Causeway Bay (aberta pela noite dentro), a dois passos do porto, tanto como da Biblioteca Central, uma boa herança britânica.

Perto, num beco, fica outra pequena livraria, a CausewayBooks, de natureza inteiramente diferente, com muito menos livros em inglês, uma chamada "livraria militante" – e cujo responsável foi dado como "desaparecido" na semana passada. Com ele, também mais três livreiros e um editor locais "desapareceram" em Hong Kong ou em Shenzhen (a cidade chinesa continental mais próxima).

Como se desaparece desta maneira? Por publicar, vender ou distribuir livros sobre a China e de que a China, manifestamente, não gosta. Antigamente, queimavam livros; sempre era melhor, ficavam as cinzas a lembrar o crime – agora, fazem "desaparecer" os editores e livreiros.
Hong Kong Causeway Bay Biblioteca Central Shenzhen China
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)