Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco José Viegas

Blog

Gregory Peck faria cem anos hoje.

Francisco José Viegas 5 de Abril de 2016 às 01:45
Em ‘Na Sombra e no Silêncio’ (de Robert Mulligan, 1962), Gregory Peck interpreta Atticus Finch – o advogado branco de um negro acusado de violação. É a adaptação de ‘Mataram a Cotovia’ (‘To Kill a Mockingbird’), de Harper Lee.

O personagem colou-se à carreira de Peck e é hoje impossível imaginar o livro de Harper Lee (que morreu em fevereiro) sem o seu rosto. A minha adolescência viveu com a figura heroica do capitão Mallory em ‘Os Canhões de Navarone’ (1961), com a figura do jogador de ‘A Conquista do Oeste’, também com ‘Spellbound’, de Hitchcock (1945), em que Peck interpreta o homem sem memória que contracena com Ingrid Bergman.

A sua elegância (uma lenda para várias gerações) não se perde, nem quando faz o atormentado capitão Ahab, no ‘Moby Dick’, de John Huston, quando faz dupla (e com que voz) com Ava Gardner em ‘As Neves do Kilimanjaro’ (livro de Hemingway nunca mais foi o mesmo) ou quando, já em 1989, aparece ao lado de Jane Fonda em ‘Velho Gringo’, adaptação do romance de Carlos Fuentes. Peck (1916-2003) faria cem anos hoje.
Ver comentários