Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco José Viegas

Nada de lágrimas

Defendi Santos desde o princípio e não desmoralizei com os empates.

Francisco José Viegas 11 de Julho de 2016 às 01:45
Alô, fala o pessimista de serviço. O pessimista é quem tem mais alegrias: está disponível para os grandes momentos, sabe que não se pode ganhar sempre.

Quando esses momentos chegam, festeja-os como se sempre tivesse dependido deles para o dia de amanhã. Durante esta campanha fui o pessimista de serviço: defendi empates sobre empates porque eles nos levariam à vitória.

Defendi Santos desde o princípio e não desmoralizei quando os empates vieram; estava preparado para a derrota (que educa o caráter, como se sabe). Não embandeirei em arco quando passámos à final; o empate bastava para irritar franceses.

Hoje, deixo a euforia para os que sabem todos os adjetivos. À hora a que o leitor/leitora me lerem, estarei de ressaca. E exausto de tanto insultar em francês.
Fernando Santos Portugal França futebol Euro 2016
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)