Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco José Viegas

Sem merecer

Os russos são tão aborrecidos como a paisagem da estepe.

Francisco José Viegas 12 de Junho de 2016 às 00:30
Raymond Chandler dizia, apropriadamente, que os ingleses conseguiam ser os melhores autores do mundo de livros aborrecidos. Isso vê-se pelo historial da sua seleção: estão, sem dúvida, no pódio dos melhores autores de futebol aborrecido, mesmo quando parecem fingir que jogam futebol.

Nessa medida, Roy Hodgson é uma espécie de William Shakespeare do aborrecimento; às tantas imaginei que ia zangar-se com Dier por ter marcado um golo. Os russos limitaram-se a cumprir o seu destino, são tão aborrecidos como a paisagem da estepe. Estou a pensar no conde Tolstoi: uma oportunidade por cada volume do ‘Guerra e Paz’, quer dizer, do jogo – a primeira não resultou; na segunda Berezutskiy inverte a ordem das coisas, sem o merecerem.
Raymond Chandler Roy Hodgson William Shakespeare Tolstoi futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)