Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Helena Garrido

Banca e futebol

A banca e o futebol são os cancros da era actual.

Helena Garrido 29 de Maio de 2015 às 00:30

O sistema financeiro global continua sem controlo, apesar da devastadora crise iniciada nos EUA em 2007. O futebol, como se suspeitava, é uma realidade de violência e no mínimo de suspeitas de corrupção. São os cancros da era actual. Em Portugal, tudo o que se passou com a festa do Benfica revela a naturalidade das excepções. Claro que nos devemos indignar com a brutalidade do polícia com aquele pai. Mas devíamos igualmente indignar-nos com o que se passou no Marquês de Pombal e com a excepção que a Câmara de Lisboa abriu. Aquilo que os grandes clubes conseguiram fazer no país revela bem a sua força. Quando não era necessário. Rui Rio ganhou sempre as eleições contra o grande clube do Porto. Na banca percebe-se que tudo ficou na mesma. As grandes instituições financeiras internacionais continuam a mandar nos países com uma total promiscuidade entre poderes públicos e privados. Previsões são sempre arriscadas. Mas o caminho diz-nos que os epicentros de um terramoto devastador para as actuais sociedades estão na banca e no futebol. 

Ver comentários