Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Helena Garrido

Emprego e desemprego

O emprego está a diminuir em Portugal desde 2002.

Helena Garrido 3 de Abril de 2015 às 00:30

Olhar para o dedo pode ser importante, mas é preciso ver a lua também. O debate sobre a evolução do emprego e do desemprego é basicamente um tema já contaminado pela campanha eleitoral. Com rigor, olhando para a lua e não para o dedo, não é ainda possível dizer que entrámos numa trajectória de crescimento do emprego através da redução do desemprego.

Há sinais, tendências de curto prazo, mas ainda sem a segurança de ser uma onda de fundo. Por isso mesmo não faz qualquer sentido estar a discutir os números mensais do desemprego, seja para pedir explicações ao INE, posição do primeiro-ministro, quer para ditar o fracasso da política económica, as declarações da oposição.


A tendência de redução do número de empregados em Portugal existe desde 2002. Primeiro lentamente, para, a partir de 2008, entrarmos num processo de acelerada destruição de postos de trabalho. Neste momento, o que os números nos permitem dizer com alguma segurança é que se acalmou a violenta onda de redução do emprego. 

INE Portugal política economia negócios e finanças trabalho
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)