Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

J. Rentes de Carvalho

Assédio vai ter multa na Holanda

Tudo o que da parte do macho seja sinal de concupiscência.

J. Rentes de Carvalho 2 de Dezembro de 2016 às 00:30
Tudo leva a crer que será aprovada a moção na assembleia municipal de Amesterdão, para que sejam punidas com multa de 4100 euros as manifestações de assédio sexual às mulheres. Incluem-se aí o assobio, o chilrear, o cicio, o gracejo, o piropo, o rebolar dos olhos, enfim: tudo o que, da parte do macho, em diversos tons e graduações seja sinal de concupiscência.

Não resta dúvida que a moção será aprovada, talvez mesmo por unanimidade, pois além de ser conforme ao cânone do politicamente correcto, corresponde também à desagradável situação causada, sobretudo pelos jovens marroquinos, que, sem emprego, e num ambiente de liberdade para eles paradisíaco, percorrem as ruas com a disposição de predadores.

A intenção é boa mas, nem a multa assusta, nem os delinquentes têm meios de pagamento, de modo que ficará tudo como dantes.

A esperança das mulheres assediadas reside assim nas últimas previsões eleitorais, que dão o PVV de Geert Wilders como o maior partido. E ele, uma vez Primeiro-Ministro, como desejam já 40% dos eleitores, cumprirá o que prometeu: menos marroquinos na Holanda e deportação dos que não respeitam a lei e os costumes.
Amesterdão Holanda assédio multa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)