Se fosse hoje calava-se

O cardiologista achava-o muito melhor, ele próprio sentia a diferença.
Por J. Rentes de Carvalho|02.09.18
  • partilhe
  • 0
  • 0
Notícia exclusiva para assinantes. Para ler faça Login ou AssineSaiba mais aqui.
Se fosse hoje não cairia na asneira de os tratar como amigos, nem de explicar coisa nenhuma. Julgou que estariam interessados, e agora uns voltam-lhe as costas, outros é ‘Olá, Alberto’, dão-lhe uma pancadinha no ombro e vão-se sentar noutra mesa. O único que de vez em quando ainda lhe faz companhia é ...
Exclusivos CMEste artigo é exclusivo para Assinantes Correio da Manhã
Se já é Assinante, faça o seu loginouClique para ler TODOS OS EXCLUSIVOS CM de hoje.
Obtenha o seu código de acesso com uma simples chamada telefónica (0.60€ + IVA). Se já tem código, insira-o.
Assine agora o Correio da Manhã Digital
  • Assine Acesso integral ao Correio da Manhã ePaper (tal como é impresso em papel, veja exemplo)
  • AssineAcesso ilimitado a todo o site do Correio da Manhã.
  • AssineTodos os exclusivos, opinião e análise da edição em papel.
Saiba mais

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)