Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Joana Amaral Dias

Cara deputada

É um exemplo vivo do combate aos poderosos. E da verdade. Parabéns. Durma descansada

Joana Amaral Dias 4 de Outubro de 2014 às 00:30

Na sua qualidade de deputada do PSD e relatora da "Comissão dos Submarinos", gostaria de lhe agradecer – como cidadã, eleitora e contribuinte. Estávamos, dez anos depois, perto de saber por que razão o consórcio alemão pagou 30 milhões a uma empresa portuguesa (do Grupo Espírito Santo-ES) e a senhora afirma que "nenhuma pergunta ficou por fazer". Soube-se que, desses 30 milhões, 5 foram distribuídos pela família ES e que uma outra fatia terá ido parar a outro elemento, mas a senhora deputada conclui que "Não se retirou qualquer prova ou sequer indício de cometimento de ilegalidades pelos decisores políticos".

O PSD e o CDS chumbaram a audiência a Paulo Portas, logo a senhora declara que "nenhum decisor político ficou por ouvir". Os trabalhos foram interrompidos a meio, daí a senhora afirmar que foi "o mais exaustivo trabalho de contraditório e recolha documental". A deputada Mónica Ferro é um exemplo vivo de representação do eleitor, do povo, do interesse público, do combate aos poderosos. E da verdade. Parabéns. Durma descansada.

pensaalto@gmail.com 

PSD Comissão dos Submarinos Grupo Espírito CDS Paulo Portas Mónica Ferro política