Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

A Roménia somos nós

O Portugal de hoje foi apanhado pelo Portugal de sempre.

João Pereira Coutinho 27 de Novembro de 2022 às 01:42
Era Sá de Miranda quem escrevia: ‘Não me temo de Castela/ Donde guerra inda não soa,/ Mas temo-me de Lisboa,/ Que ao cheiro desta canela/ O reino nos despovoa.’ Passaram cinco séculos.

É como se tivesse sido ontem. Uma vez mais, as nossas ameaças não vêm de Espanha, nem da Europa, nem do mundo. Vêm de Lisboa, onde uma classe dirigente acomodada e medíocre, de mão estendida para a ‘canela’ europeia, vai enxotando os melhores para a porta de saída.



Sá de Miranda Roménia Castela Lisboa Que Portugal questões sociais demografia emigrantes
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
C-Studio