Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

Adeus, Lenine

Cavaco só lembrou a impotência revolucionária de PCP e Bloco.

João Pereira Coutinho 2 de Setembro de 2017 às 00:30
O mundo prepara-se para evocar o centenário da Revolução Bolchevique e Cavaco Silva já deu o tiro de partida. Na ‘universidade’ do PSD, o ex-Presidente perguntou: onde estão os bolcheviques?

Obviamente, não estão: se PCP e Bloco ainda mereciam o benefício da dúvida, agora não há dúvidas. Temos dois partidos ‘burgueses’, que disputam a distribuição das migalhas – mas que, no essencial, aceitam cortes brutais na despesa e acatam qualquer ordem de Bruxelas sem ‘piar’ e muito menos defender a ‘revolução socialista’.

No fundo, PCP e Bloco são como amantes que prometem muito – e, na hora decisiva, retiram-se do quarto com a cabeça baixa. Uma vergonha? Eu prefiro chamar-lhe um progresso. Mas percebo que os camaradas não gostem de ver a sua própria impotência na praça pública. Por isso insultam Cavaco com a mesma fúria com que Lenine, esteja lá onde estiver, os insulta a eles.

Lenine Bloco Cavaco Silva PSD PCP ex-Presidente Bruxelas política
Ver comentários