Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

Olha o pedófilo!

Vigilância sobre pedófilos não é trabalho para os vizinhos.

João Pereira Coutinho 14 de Março de 2015 às 00:30

Julgava eu que um pedófilo, depois de cumprir pena, não tinha que ser cadastrado em listas públicas. Enganei-me. O governo quer que os pais, com dúvidas fundadas sobre alguém (que dúvidas serão essas?), possam questionar as autoridades se o Manel ou o Paulinho, que não têm boa cara, já foram presos por essas práticas repugnantes. Depois, as ‘autoridades’ decidem que resposta dar. Algumas almas dirão que a medida é um progresso em relação ao projecto anterior, onde os pais podiam livremente consultar esse cardápio indigesto. Talvez. Mas o espírito da coisa mantém-se: prolongar uma sentença depois do seu cumprimento; despertar medos e suspeitas na comunidade; e, em certos casos, abrir portas à violência. Em crimes deste quilate, vigilância e mesmo restrições judiciais são necessárias (no exercício da parentalidade, no trabalho com menores, etc.). Mas essa vigilância não cabe a vizinhos, curiosos ou turistas.

pedófilos listas crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)